Chegou a hora da esperada Festa da Firma

By Robert Half 1 de December 2017

Por Mayara Nunes

O final do ano já chegou e junto a ele as festas de encerramento das empresas. É normal que dúvidas sobre comportamentos existam. Quando se trata de empresas tradicionais, a festa pode deixar de ser um ambiente de descontração e se tornar algo temido pelos colaboradores. Apesar de ser um momento para relaxar e interagir com os colegas da firma, as festas de final de ano e os Happy Hours não deixam de ser momentos corporativos.

Mas, afinal, o que eu não devo fazer?

É permitido comer, beber, conversar, dançar e aproveitar. Porém, tudo com cautela e com moderação. É importante preservar a sua imagem perante à organização, já que deslizes poderão colocar a sua reputação profissional em risco.

Lembre-se que este não é um momento para dar indiretas ou ter discussões com o seu chefe ou colegas e, sim, para fortalecer este relacionamento. Portanto, não se restrinja a falar somente sobre trabalho, todos estão reunidos para confraternizar.

O que eu posso beber e comer?

Conheça seus limites e não os ultrapasse. Tudo que está sendo servido pelos garçons ou nos cardápios, está liberado. Opte por beber e comer aquilo que você goste e conhece. É importante ressaltar que é permitido consumir, portanto, somente aquilo que é servido no evento. Isto é, não leve à festa nada de casa para consumo, a não ser que seja determinado pela própria organização da festa.

Qual roupa eu devo ir?

Depende muito do tipo de evento, porém, é importante manter a postura e não chamar muita atenção. Até mesmo as empresas tradicionais podem optar por um evento ao ar livre, durante o dia e mais casual. Dessa forma, é importante se certificar antecipadamente se existe alguma exigência ou conselho da empresa para a vestimenta naquele dia.

E o flerte, é permitido?

Embora seja uma situação para socializar e por mais informal que o ambiente pareça, festa corporativa não é o local ideal para paquera.

A presença é obrigatória?

De fato, não é obrigação do empregado comparecer às festas e reuniões de confraternização da empresa. Mas é importante que você saiba que a empresa dedicou tempo e dinheiro para que haja aquele momento. Além disso, ela conta com a presença de todos. Por isso, por mais que não goste, tente comparecer e prestigiar uma ação pensada no bem-estar dos funcionários.

Por fim, é extremamente importante que o empregado saiba o código de conduta e as diretrizes organizacionais da empresa em que trabalha. Para que, assim, baseie seus comportamentos, sejam eles em ambientes formais ou informais, naquilo que é esperado pela companhia. Entender essas pequenas regras, ainda que sutis, ajudará a evitar algumas gafes.

* Mayara Nunes faz parte da equipe de Marketing da Robert Half

More From the Blog...