Evite clichês no currículo

Por Robert Half 28 de fevereiro de 2018

Por Juliana Porto

"Experiente", "especializado", "apaixonado", "bem-sucedido", "criativo" ou "entusiasmado" são algumas das palavras que aparecem constantemente em currículos recebidos pelos recrutadores. Na maioria das vezes, elas são apenas "mais do mesmo" e não revelam nenhuma informação relevante sobre o candidato.

Para ser notado, você precisa chamar a atenção de quem está contratando para aquela vaga. Se você estiver usando as mesmas palavras que todo mundo, é provável que passe desapercebido. Não é uma questão de criatividade e sim de conteúdo. Selecionamos algumas dicas para você se destacar e ir além dos clichês ou jargões.

QUANTO MAIS SIMPLES MELHOR

Em vez confiar em palavras-chave, pense no que deseja que o recrutador conheça sobre você e como você se descreveria na vida real. É importante descrever-se forma profissional, mas você deve evitar jargões ao máximo. Tente sair do lugar comum.

Preste atenção também na forma como você conjuga verbos ao elaborar o seu currículo. Usar a primeira pessoa do plural - "Atingimos a meta" - ou referir-se a si mesmo na terceira pessoa - "Ele atingiu a meta" - não é recomendado. É melhor substituir por uma definição de ação ou usar a primeira pessoa do singular - "Cumprimento de metas" ou "Cumpri metas". Em caso de dúvida, escreva da forma mais simples possível.

EVITE CLICHÊS

Pense em novas maneiras de descrever quem você é e o que você faz. Por exemplo, em vez de dizer que é "criativo", tente "artístico". Mas antes que você fique dependente do dicionário de sinônimos, é importante não apenas substituir uma palavra por outra, apenas com objetivo de causar impacto.

Desta forma, se você é "experiente", prove. Mencione quantos anos você trabalhou nesse setor específico ou dê exemplos de projetos em que trabalhou. Se você é "apaixonado", fale sobre o motivo pelo qual você ama o seu trabalho e os aspectos que mais gosta. Isso dará a um empregador muito mais informações sobre você e o como sua trajetória pode agregar aos negócios.

FALE SOBRE SEUS HOBBIES E INTERESSES

Muita gente acha desnecessário mencionar interesses pessoais, mas o que você faz fora do trabalho pode ser bem importante. Liste, por exemplo, experiências de voluntariado. Revelar a pessoa por trás do perfil é tão importante quanto mostrar que você possui as habilidades necessárias.

NÃO SE ESQUEÇA DOS DETALHES

O mínimo que se espera de um bom currículo é que ele não tenha nenhum erro de português e ofereça uma leitura rápida e prática. É importante também que contenha apenas informações verdadeiras e esteja sempre atualizado. Além disso, você deve se candidatar apenas a vagas que estão de acordo com o seu perfil, assim terá mais chances de ser notado.

* Juliana Porto é jornalista desde 2005 e começou sua carreira escrevendo justamente sobre... carreiras! De lá para cá, já cobriu finanças pessoais, consumo e tecnologia em redações no Rio e São Paulo, mas sempre acaba voltando ao tema com que começou sua vida profissional.

Modelo de Currículo

Montar um modelo de currículo adequado, direto e informativo é essencial. Lembre-se que essa será a sua primeira chance de impressionar. A Robert Half criou um Modelo de Currículo.

More From the Blog...