Criatividade para Liderar

Por Flávia Mendes

As inúmeras criações tecnológicas nos fazem pensar o quanto o século XXI nos deu a chance de nos tornamos profissionais inventores e criativos. Muitos profissionais ainda têm o conceito que ser criativo é apenas criar algo novo e tecnológico.

Se acreditarmos nesse conceito surge uma dúvida: se eu não trabalhar com tecnologia e não criar um novo aplicativo para o mercado, não serei criativo? Por exemplo, se minha área de atuação for finanças e contabilidade não tenho a chance de ser criativo?

A resposta é fácil, mas muitas pessoas não conseguiram compreender que este paradigma da criatividade já não se aplica mais em um novo ambiente de trabalho.

O processo criativo é um processo de construção de habilidades como a flexibilidade, a curiosidade, a observação, entre muitas outras. A criatividade surge, principalmente, nos momentos de dificuldade, onde precisamos encontrar soluções para eliminarmos nossos problemas cotidianos dentro e fora das empresas.

São os nossos desafios diários que nos fazem ser mais criativos, pois é nesse momento que saímos da zona de conforto, precisamos treinar nossas habilidades e aprender novas atitudes.

O líder e empreendedor, Nizan Guanaes, nos esclarece muito bem que superar os desafios nos torna mais criativos e preparados: “Foi o frio que inventou o fogo, foi a distância que inventou a roda. É o problema que cria a grande solução” (em sua coluna no jornal Folha de São Paulo).

Quanto mais desafios a vida nos apresenta, mais chances temos de aprimorar nossa criatividade e utilizá-la para uma liderança criativa. Quando estamos sem condições financeiras, quando estamos sem emprego, quando estamos em crise, essas são as oportunidades que nascem para encontrarmos novas e melhores soluções.

Para ser um líder mais criativo no seu ambiente de trabalho não deixe de conversar diariamente com pessoas diferentes, que não fazem parte do seu núcleo de amigos e familiares. Ao conversar com pessoas diferentes você precisará pensar em novas ideias e novas maneiras de ver as situações.

É importante também que sempre que tiver uma chance, visite lugares que estão ou não relacionados com sua área de atuação. Não adianta eu ser um excelente profissional de vendas se não conhecer outras áreas, como atua o pessoal de operações, como funciona determinada empresa etc. Isso me oferece a possibilidade de ampliar minha visão de mundo.

Essas dicas ajudam a sua habilidade de observação, quanto mais treinado estiver para observar, mais chances poderá encontrar para solucionar os problemas.

Nunca se esqueça: ser um líder é saber utilizar muito bem sua capacidade criativa.

* Flávia Mendes é consultora e palestrante nas áreas de comunicação, criatividade e liderança. Sua atuação está focada no desenvolvimento humano por meio da comunicação. Professora da ESPM e CEACOM/ECA-USP. Para saber mais, acesse: www.fcmmendes.com

Compartilhar essa página