Como ser eficiente ao pedir aumento de salário

Pedir-aumento-de-salário.artigo Ok. A economia não está lá essas coisas e pode parecer que não é o momento certo de pedir aumento de salário. Mas o fato é que, se a empresa onde você trabalha está indo bem e você acredita ser merecedor de um contracheque mais polpudo, vale a pena sim ter uma conversa com seu chefe sobre isso. O importante é chegar para a negociação com argumentos fortes, que demonstrem o seu valor para a companhia. A primeira lição de casa é fazer uma pesquisa básica e verificar quanto o mercado está pagando a profissionais similares a você. Lembre-se de levar em conta o porte da empresa para a qual você trabalha, pois grandes companhias costumam pagar salários mais elevados – e a base de comparação deve ser a mesma. Existem guias salariais no mercado, como o
Salary Guide, que podem ajudá-lo nessa pesquisa. Fez a pesquisa? Concluiu que a sua remuneração está mesmo abaixo da que o mercado paga para um profissional como você? Então, hora de conversar com o chefe. A forma de abordá-lo vai depender do estilo de liderança dele. Se o seu gestor é direto e não gosta de rodeios, seja objetivo na conversa. Apresente seus pontos de forma clara, mostre suas conquistas na empresas e defenda seu ponto de vista com argumentos sólidos. Só que existem outros perfis de chefes. Para os menos formais e que preferem uma aproximação mais suave, a melhor saída pode ser engatar o contexto da negociação salarial em outra conversa. Independentemente do momento em que a negociação salarial vai acontecer, esteja preparado para mostrar o seu valor. Além de levar como argumento a remuneração que o mercado vem praticando, pontue os aspectos que fazem você merecer o aumento. Podem ser as novas responsabilidades adquiridas nos últimos meses ou projetos que você liderou ou participou e que foram bem-sucedidos. Para não dar branco, deixe com você uma pequena lista com as conquistas que merecem ser destacadas durante a conversa. Mãos à obra? Afinal, nem todo mundo é como a americana
Marry Barra, executiva que assumiu o posto de CEO da GM nos Estados Unidos no ano passado. Ela, como já contamos aqui, nunca pediu promoção ou aumento de salário e chegou onde chegou. Boa sorte na sua negociação! Leia também:
4 momentos em que você não deve pedir aumento

Compartilhar essa página