Como passar em uma entrevista: ter amplo conhecimento técnico não é o bastante no mundo corporativo

Por Camila Devechi​

Não há dúvidas de que o conhecimento técnico é essencial para o avanço em qualquer carreira. Porém, o sucesso dos profissionais, seja na contratação ou em qualquer momento da vida profissional, está cada vez mais relacionado ao alinhamento de suas habilidades comportamentais às expectativas do recrutador, do gestor e da companhia em questão. Reuni aqui alguns dos conselhos que costumo oferecer aos candidatos que entrevisto. Acredito que eles possam ser úteis para aqueles que buscam o primeiro emprego, desejam se recolocar ou querem se movimentar no mercado.

  • Tenha um discurso coerente - Antes de entrar na sala de entrevista, tenha em mente os motivos relevantes que o fazem desejar a vaga em questão. Quanto mais claro, objetivo e coerente for o seu discurso, maiores serão as chances de a empresa querer te conhecer e avançar com você no processo.
  • Tenha em mente suas realizações – Muitas empresas requerem experiência prévia na função, então, é importante que o candidato mencione na entrevista os resultados obtidos por ele para as empresas por onde passou e de que maneira essa experiência pode agregar para a nova oportunidade.
  • Preserve a imagem dos antigos empregadores - Nunca fale mal de seus gestores e empresa atual. Por mais críticos que sejam os seus motivos, seja cuidadoso ao relatar alguma situação desconfortável que você tenha passado ou que esteja enfrentando.
  • Crie empatia com o recrutador - Pesquise tudo sobre a empresa em questão. Quanto mais informações o candidato tiver, maiores serão as chances de estreitar relacionamento e ampliar a comunicação com o entrevistador.
  • Demonstre equilíbrio – Ansiedade em excesso costuma atrapalhar no momento da entrevista. Mantenha a tranquilidade, sem deixar de demonstrar interesse em novas oportunidades. Não se mostre desesperado! O ideal é o equilíbrio entre interesse e empolgação.
  • Não interrogue demais – Estar interessado e ser muito questionador em excesso são coisas diferentes. A empresa quer entender o quanto você é capaz de entregar e, claro, dará abertura para que exponha dúvidas sobre os processos. Porém, cuidado para que seu discurso não transpareça restrições ou preocupações desnecessárias.
  • Esteja seguro - É importante que o recrutador sinta que você deseja a oportunidade. Atenção aos detalhes: desde o aperto de mão inicial, não desviar o olhar durante a conversa e manter um clima positivo. A empresa precisa saber que você realmente quer trabalhar lá. Energia baixa, falta de empolgação e indecisão no processo não fará você ser o escolhido.
  • Esteja certo do que quer – Utilizar uma nova oportunidade de trabalho apenas para conseguir uma contraproposta da empresa atual só vai fazer com que você feche as portas na nova companhia e estremeça o relacionamento com o atual e o futuro empregador.
  • Não minta – Qualquer informação inverídica detectada pelo recrutador certamente colocará em dúvida todos os dados verdadeiros do seu currículo. Diante de informações incoerentes, é comum que recrutadores consultem o mercado ou ainda seus antigos gestores e pares de equipe.

E, por último, porém não menos importante: seja você mesmo!

Boa sorte!

Veja também: Modelo de currículo

Camila Devechi é consultora de recrutamento da divisão de Engenharia da Robert Half.

Este artigo foi publicado em primeira mão na Você S/A.

Tags: Carreira, Emprego

Compartilhar essa página