Como mencionar uma demissão na entrevista de emprego

Por Gabrielle Moreira*

Mencionar uma demissão durante o processo de recolocação gera certo desconforto. Nessa hora, não demonstrar raiva ou ressentimentos é fundamental, ajuda a atestar a segurança do candidato em relação às suas qualidades. Segure o lado emocional e explique os fatos com clareza.

Não tente esconder a demissão. Além do recrutador descobrir em algum momento do processo, a tentativa de omitir esse tipo de informação pode ser visto como uma postura antiética. A verdade é o caminho mais recomendável.  

Fazer julgamento da decisão da empresa para o headhunter também deve estar fora da lista, assim como falar mal de ex-chefes ou do sistema de trabalho da empresa anterior. É desagradável.

Durante a conversa, aproveite para relembrar como o emprego anterior contribuiu para a sua carreira. Reconhecer os pontos positivos mostra que o funcionário absorveu conhecimento, além de demonstrar maturidade do candidato no vaivém corporativo.

Veja as Dicas de entrevista da Robert Half

Responda às perguntas do entrevistador com sinceridade e admita erros se for necessário, mas não se prolongue nas explicações. Assim, a entrevista não ficará concentrada na demissão.

É importante que o recrutador conheça o seu trabalho e o que você tem de melhor. Reforce suas habilidades como profissional e como você pode colaborar para a nova empresa. Ser otimista na conversa também ajuda. Pessoas que se mostram mais otimistas causam impressões melhores e passam confiança.

Quando se tem boas referências, uma boa saída é disponibilizar contatos de antigos chefes e superiores, eles podem contribuir nesse processo.

Gabrielle Moreira é jornalista e escreve sobre economia, finanças, carreiras e comportamento há mais de dez anos. Depois de uma temporada no Valor Econômico de São Paulo, mudou-se para o Rio de Janeiro e agora reporta diretamente de seu home office na cidade maravilhosa. 

Tags: Carreira, Emprego

Compartilhar essa página