Como evitar gafes no almoço ou jantar de negócios

Almoços e jantares com clientes e parceiros de negócio fazem parte da rotina de muitos profissionais. Só que, apesar de serem considerados mais informais que as reuniões tradicionais no escritório, esses encontros também têm uma etiqueta corporativa a ser seguida. Veja algumas dicas para evitar gafes:

O restaurante
Quem convida normalmente dá algumas sugestões e pede para o convidado escolher entre elas. Se ele disser “tanto faz”, então você decide. Mas fique atento às preferências de quem for almoçar com você. Levar um vegetariano a uma churrascaria, por exemplo, vai ficar chato. Os locais mais indicados são aqueles mais tranquilos e sem muito barulho. Lembre-se de fazer reserva, assim vocês não correm o risco de enfrentar fila.

O prato
Evite pedir comidas “complicadas”, como pata de caranguejo, ostras, peixes com espinha, costelinha de porco. Quando é necessário usar as mãos diretamente na comida, lembre-se que isso pode causar  constrangimento e fazer alguma bagunça na mesa.

A conversa
Não existe um momento certo para começar a falar de negócios, mas levando em conta o jeito do brasileiro, vale iniciar o encontro com um assunto mais ameno. Após o pedido dos pratos, aí sim é mais adequado dar início ao tema que levou vocês a se encontrarem.

Os excessos
Lembre-se de que você está representando a empresa, então pode não pegar bem escolher bebidas alcoólicas e pedir o prato mais caro do cardápio. De qualquer forma, deixe seu convidado livre para fazer as escolhas dele.

O celular
Desligue seu smartphone ou pelo menos o coloque no silencioso – e só atenda se for realmente necessário. Apesar de ter se tornado comum falar ao telefone em qualquer lugar, ainda é deselegante deixar a outra pessoa esperando enquanto você resolve seus problemas pelo celular.

A conta
Apesar de ser um pouco mais flexível hoje em dia, a regra continua valendo: quem convida, paga a conta.  

Tags: Carreira

Compartilhar essa página