Como aumentar sua fluência em inglês – ou outra língua estrangeira

A poucos dias do início da Copa do Mundo, recebi um e-mail dizendo que ainda havia vagas abertas para jornalistas interessados em trabalhar durante o evento nos “Centros Abertos de Mídia” em algumas das cidades-sede do mundial. É claro que o pedido estava em cima da hora e era urgente, pois faltava pouco tempo para a bola rolar.

A dificuldade dos recrutadores, nesse caso, era encontrar profissionais que realmente dominassem a língua inglesa – habilidade essencial para a função, já que o contratado teria de lidar com estrangeiros. Este é apenas um caso entre tantos que ouvimos por aí da falta de fluência em inglês do brasileiro. Uma pesquisa recente mostrou que apenas 20% dos profissionais do país possuem nível avançado no idioma. O contrassenso é que 80% das empresas consideram o domínio da língua importante para os negócios.

É fato que saber falar bem o inglês abre portas e amplia o leque de possibilidades de trabalho. Só que a dificuldade de muita gente é passar do nível intermediário e obter fluência na língua. A recomendação de Sérgio Barreto, diretor de pesquisa e desenvolvimento da Wise Up, para aprimorar o conhecimento de uma segunda língua é manter contato com o idioma. “Esse contato deve ser constante e desafiador, para que se possa ter uma percepção mais realista do desenvolvimento”, afirma. “Quando sentir que a prática está ficando muito fácil ou que você já está acostumado ao desafio, é hora de aumentar o nível de dificuldade para chegar a uma nova zona de desenvolvimento.”

Ao avançar para níveis mais desafiadores, é comum que as pessoas se sintam perdidas e apareça algum medo de não dar conta do recado. “Esse é um sentimento temporário de desconforto essencial para o seu crescimento”, afirma Barreto. Outra dica é não se contentar com o que você já sabe. “Não acredite que você já domina completamente o idioma. Encare como um constante estágio do aprendizado. Essa mentalidade é fundamental. Se você achar que já sabe tudo, não reconhecerá nem dará atenção a algo novo.” Que tal praticar?

Tags: Carreira

Compartilhar essa página