Pedi demissão e me arrependi. Posso tentar voltar para minha antiga empresa?

Por Robert Half on 21 de março de 2022
Tempo estimado de leitura: 4 minutos

"Pedi demissão e me arrependi, o que eu faço?". Ao tomar essa importante decisão, o ideal é que você tenha em mente as razões que o levaram a sair da sua empresa atual. Mas, nem sempre o pedido para sair do cargo é efetivado após uma análise coerente e bem pensada.

Se você pediu demissão no calor do momento e, depois da sua decisão, se arrependeu e desejou voltar para seu antigo empregador, confira nossas dicas para lidar com essa situação.

BUSCAR TRABALHO

O que significa pedir demissão?

Um colaborador insatisfeito com o cargo atual pode pedir demissão na empresa. Essa situação é mais comum, principalmente, quando o funcionário consegue outro emprego, o que leva a rescisão do contrato com o empregador.

Sendo assim, o pedido de demissão significa o envio de uma requisição — do colaborador ao empregador atual —, na qual comunica que não tem mais interesse em seguir com o cargo. Essa comunicação não precisa de uma permissão do empregador, ou seja, resta a empresa apenas aceitar o desejo do contratado.

Confira também: Como pedir demissão?

Quais os meus direitos, caso esse pedido seja feito?

No caso de um pedido de demissão imediata, sem justa causa ou com aviso prévio, o colaborador tem os seguintes direitos:

  • Salário proporcional: corresponde ao valor pago pelos dias trabalhos no mês no qual o pedido de demissão foi efetuado. Sendo assim, se o funcionário trabalhou até o dia 15 após a requisição, deverá receber a quantia equivalente;
  • 13° salário: esse é o valor do salário bruto dividido por 12 e multiplicado pelos meses trabalhados. Ao pedir a demissão, a empresa precisa calcular o pagamento de forma equivalente ao tempo de serviço no ano;
  • Férias proporcionais: caso o período de descanso esteja em dia, o colaborador pode usufruir do direito de férias simples. Por isso, é importante estar atualizado sobre o assunto. Assim, a empresa atual pode conceder o direito ao contratado;
  • Férias vencidas: caso o período de descanso esteja vencido, o colaborador receberá o valor equivalente ao dobro das férias não aproveitadas. Essa regra é estabelecida por lei (Art. 137.).

Pedi demissão e me arrependi: posso fazer a anulação do pedido?

É possível anular o pedido de demissão. Porém, diversos fatores devem ser considerados para que tenha sucesso no retorno do antigo cargo. Primeiramente, é preciso estar no período de cumprimento do aviso prévio.

Esse é o período em que o colaborar permanece nas suas funções, dando à empresa atual o tempo necessário para encontrar um novo contratado. Isto é, para que não haja surpresas na rescisão do contrato.

Durante o período de aviso prévio, provavelmente, a empresa atual ainda não quitou a sua rescisão. Por isso, o colaborador pode pedir reconsideração do seu pedido de demissão. Segundo o artigo 489 da CLT, cabe ao empregador aceitar ou não a reconsideração.​

CHEGOU A HORA DE SER FELIZ NO TRABALHO​ ​

Na Robert Half entendemos que uma equipe motivada e empenhada é uma equipe feliz e produtiva. Profissionais que trabalham felizes se sentem valorizados e fazem contribuições reais.​ ​

Como voltar atrás do pedido de demissão?

Mesmo quando o aviso prévio é comprido e os devidos valores de rescisão são pagos, é possível voltar ao antigo emprego. Confira dicas sobre como conversar com sua empresa sobre o retorno no cargo, a seguir!

Analise como foi a sua saída

Tudo vai depender de como foi a sua saída da empresa. Você saiu de maneira amigável? Deixou as portas abertas? Dependendo das circunstâncias do seu desligamento, pode ser que o antigo empregador o receba de braços abertos ou não o queira de volta.

Verifique se a vaga já foi preenchida

Você também precisa checar se a sua vaga já foi preenchida. Caso isso já tenha acontecido, pedir para voltar pode ser arriscado e você terá grandes chances de receber um "não". Nesse caso, portanto, é mais indicado que você procure por outras vagas de trabalho no seu setor.

Reflita sobre o motivo do retorno

Qual é o principal motivo desse arrependimento? Você realmente era feliz na antiga empresa ou deseja voltar porque ela te traz sensação de segurança? Arrependimentos acontecem, mas relembre as causas da sua saída para não tomar a decisão errada. Não corra o risco de se queimar.

Ative seus contatos

Manter boas relações na carreira é essencial para momentos como este. Ativar os contatos pode ser um processo mais fácil e eficaz para conseguir uma vaga na empresa. Converse francamente sobre a possibilidade de retorno. Dessa forma, os colegas de trabalho podem avisá-lo caso surja uma oportunidade na sua área.

Leia também: Pediu demissão? Veja como ser bem visto pelo ex-gestor ao decidir mudar de emprego

Faça uma carta

Não basta apenas ter uma boa reputação no antigo cargo, você terá que convencer ao seu empregador a recontratá-lo. Por isso faça uma carta vendendo-se para a empresa. Convença-os de que você é apto para as funções do cargo e quais são os benefícios da sua volta.

Sendo assim, se surgir a seguinte dúvida: "pedi demissão e me arrependi", saiba que uma equipe de recrutadores pode ajudar você a avançar na sua carreira ou construir uma equipe talentosa de colaboradores. Por isso, entrar em contato com consultorias de recrutamento é contar assistência onde e quando você precisar para subir de carreira.

Tem alguma dúvida sobre demissão? Deixe seu questionamento nos comentários!

Saiba como os recrutadores da Robert Half podem ajudar você a construir uma equipe talentosa de colaboradores ou avançar na sua carreira. Operando em mais de 300 locais no mundo inteiro nós somos uma das mais confiáveis consultorias de recrutamento no Rio de Janeiro. A Robert Half pode te fornecer assistência onde e quando você precisar.

More From the Blog...