Está tudo bem entre você e o seu passado?

Por Robert Half 1 de julho de 2019

Um CEO, conhecido meu, recebeu a ligação de um ex-colaborador interessado em voltar a atuar na companhia. Com receio de ser injusto, antes de dar o seu parecer contrário, o executivo decidiu consultar a opinião de outros membros da diretoria e, por unanimidade, o retorno do profissional foi vetado, apesar do ótimo perfil técnico que apresentava.

Conto isso para ilustrar e reforçar a importância do comportamento dentro de uma organização. É claro que certificações e experiência são importantes, mas elas não bastam. No caso do rapaz que foi impedido de ser reintegrado ao grupo, a alegação foi de que ele era pouco colaborativo e tinha baixa aderência à cultura da empresa. Mas, a lista de pontos negativos, em alguns casos, pode ser bastante extensa e, na maioria das vezes, envolvem aspectos comportamentais

Entenda que, no mundo corporativo, sempre existe alguém nos observando e nossas atitudes tendem a ficar registradas na mente de algumas pessoas que dividem o expediente de trabalho com a gente. Pensando nisso, compartilho quatro orientações:

  1. Não pense com o estômago! Em outras palavras, não se deixe levar pela emoção. Já vi ótimas pessoas e profissionais perderem a razão em uma situação por não terem se dado um tempo para digerir uma conversa ou acontecimento desagradável. Algumas situações merecem reflexão e não contestação imediata.
  2. Cuide da sua imagem nas redes sociais! Não há problema em postar uma foto com um copo de bebida na mão durante o carnaval ou em uma festa de confraternização. Mas, se a imagem mostra você em uma situação constrangedora, devido ao excesso de bebida, é possível que as pessoas comecem a tirar conclusões ao seu respeito.
  3. Seja um profissional que agrega valor ao time! Isso significa colaborar com os demais sempre que possível, saber ouvir a opinião do outro antes de impor a própria vontade, não fomentar fofocas e ter disposição para compartilhar informações e conhecimentos, entre outras atitudes que fazem com que um par de trabalho tenha prazer em trabalhar com você.
  4. Ainda existem empregadores conservadores! Talvez a empresa onde você trabalhe hoje seja flexível em diferentes aspectos, seja na forma de se vestir, no comportamento em redes sociais, ao redigir um e-mail ou no contato com pares, clientes e fornecedores. Mas, você não tem certeza de quem será o seu empregador amanhã. Então, tome decisões e adquira comportamentos que façam você se orgulhar do seu passado.

Em geral, quando você tem uma atitude impensada hoje, ela tem grandes chances de te incomodar alguns passos adiante. É apenas questão de tempo!

* Fernando Mantovani é diretor geral da Robert Half

More From the Blog...