Devo esperar a pandemia passar para mudar de emprego?

Por Robert Half on 4 de maio de 2020

Por Fernando Mantovani

Fui questionado por alguns profissionais se é prudente aceitar uma nova proposta de emprego nesse momento de instabilidade do mercado, gerada pelos reflexos da Covid-19. Eu acredito que não existe momento certo ou errado para esse tipo de decisão, que é muito pessoal. O que eu sempre defendo é que qualquer movimento na carreira deve ser feito com análise realista do cenário e planejamento.

Então, se você está enfrentando o dilema sobre mudar de emprego agora ou esperar a pandemia cessar, sugiro três reflexões simples:

1. Por que você quer sair de onde está?

Procure entender quais pontos causam a sua insatisfação no atual emprego: perspectiva de carreira; qualidade de vida; relação com o chefe ou pares; remuneração; benefícios; cultura corporativa; distância entre casa e trabalho; entre outros pontos. Para ficar mais fácil de visualizar, coloque tudo em um papel.

2. Você terá na futura empresa o que te falta na atual?

Em nenhum momento do mercado e, principalmente, no que estamos vivendo, não é estratégico trocar seis por meia dúzia. Por isso, entenda qual é o diferencial do futuro empregador. O que ele te oferece que vai fazer você levantar feliz para trabalhar. Eu também não aconselho fazer uma mudança guiada única e exclusivamente pela questão financeira. Tente fazer uma análise mais ampla de prós e contras.

3. Você sabe tudo o que precisa sobre o futuro empregador?

Um dos principais erros dos profissionais é não entrevistar quem o está entrevistando. Em caso de contratação, a falta dessa conversa gera uma série de choques entre expectativas e realidades por parte de todos os envolvidos. Faça as perguntas corretas, entenda a realidade do segmento e da empresa, dentro desse cenário de distanciamento social, ouça as respostas com atenção e avalie o que foi dito para tomar decisões mais seguras.

Uma vez, li um livro que dizia que a principal característica da pessoa que se frustra com ela mesma é a vitimização e a busca por justificar a própria ação no comportamento do outro. Então, antes de se lançar no mercado, dedique um tempo para fazer ponderações e, assim, diminuir os riscos e aumentar as chances de retorno positivo. Mas, entenda que nenhuma decisão na vida é 100% segura e todos corremos o risco de errar.

* Fernando Mantovani é diretor geral da Robert Half

COMO PODEMOS TE AJUDAR?

A Robert Half está conduzindo seus processos de recrutamento normalmente e 100% da empresa está em regime de home office

More From the Blog...