Como ser um líder bom e verdadeiro

Por Robert Half 19 de abril 2018

Por Juliana Porto

Desde pequenos, aprendemos a ser bons e verdadeiros. Quando se trata de negócios, no entanto, é muito comum acharmos que pessoas bem-sucedidas só chegaram lá porque são agressivas ou egoístas. Mas ao contrário da crença popular, não precisamos passar por cima de ninguém para crescermos profissionalmente. Acredite, pessoas melhores são líderes mais fortes e mais efetivos.

Dê mais do que recebe

Comece a notar onde você pode agregar valor aos outros, seus projetos, suas operações e até mesmo seu humor e energia. Procure sempre onde seus esforços podem melhorar a situação atual. À medida que você se torna um líder que deseja servir aos outros, irá reparar que o universo vai retornar a seu favor.  Você pode ser recompensado não só no trabalho mas também em sua vida pessoal.

Ajude os outros

Faça um esforço para ajudar quem está à sua volta, seja o office boy, o novo estagiário ou o zelador. Isso cria um ambiente positivo e de apoio em sua equipe e ajuda a empresa a prosperar. Ser um líder é ter objetivos comuns e ajudar o time a alcançá-los juntos. Não existe um "eu"em uma equipe.

Seja brutalmente honesto

Sua equipe quer trabalhar com alguém que é honesto com eles e que visa trabalhar junto para criar não apenas um bom ambiente de trabalho mas que também acredite em relações verdadeiras e genuínas. Ser um líder aberto e honesto lhe permite empoderá-los a também serem honestos. Isso aumenta a probabilidade de que as pessoas estejam nas posições certas por suas qualidades. Também encoraja seu time a fazer mudanças para que trabalhem melhor juntos, superem obstáculos e alcancem objetivos comuns.

Seja bom e verdadeiro

Você quer ser o líder mais forte e efetivo possível? Comece sendo o mais honesto e verdadeiro que puder. Se você é um líder honesto mas não é bom, você nunca vai criar a equipe ou resultados que deseja. E isso tem que ser genuíno, não adianta só aparentar que é uma boa pessoa, porque não terá os mesmos efeitos. Pense onde você pode agregar valor a cada pessoa da sua organização. 

* Juliana Porto é jornalista desde 2005 e começou sua carreira escrevendo justamente sobre... carreiras! De lá para cá, já cobriu finanças pessoais, consumo e tecnologia em redações no Rio e São Paulo, mas sempre acaba voltando ao tema com que começou sua vida profissional.

More From the Blog...