Bom senso nunca sai da moda

By Robert Half 2 de October 2017

Por Fernando Mantovani

A forma como as pessoas se comportam e expressam as próprias ideias segue valorizada por empregadores de todo o mundo. O motivo é simples: é mais fácil ensinar um profissional a utilizar as ferramentas do Excel ou outras habilidades técnicas do que fazer com que ele mantenha a calma diante de uma situação de pressão, se esse comportamento não fizer parte do perfil dele.

Dentro dessa lógica, profissionais passam por avaliações constantes durante todas as etapas de contato com a companhia, inclusive quando ainda não fazem parte da equipe. Causa má impressão ao recrutador, por exemplo, receber um currículo que contenha um endereço de e-mail muito informal ou deixar recado na caixa postal de um celular cuja mensagem seja um discurso “divertido”.

Não perca a oportunidade de demonstrar pontos positivos de sua personalidade. Busque orientações antes de participar de uma entrevista de emprego, não se envolva em conversas polêmicas com colegas de trabalho e não seja o profissional responsável pelas lembranças marcantes nas festas comemorativas e espere que todos os convidados cheguem para fazer o pedido em um almoço corporativo. Em reuniões, desligue o celular e ouça com atenção o que o outro tem a dizer. Crie empatia.

A primeira impressão é a que fica, mas todas as outras também podem interferir nos rumos da sua carreira!

* Fernando Mantovani é diretor geral da Robert Half

More From the Blog...