Aquele “mas” que desenvolve

By Robert Half 23 de October 2017

Por Fernando Mantovani

O mundo corporativo é guiado por resultados. As empresas trabalham para entregar o melhor aos seus clientes e esperam que seus funcionários estejam engajados e na “mesma página” para gerar o melhor resultado. Como manter essa motivação?

Já comentei em outros posts sobre a questão de estar disponível. É importante que os gestores estejam abertos para ouvir seus colaboradores, entender suas necessidades e trocar experiências. Principalmente quando um bom resultado é atingido, o elogio e o reconhecimento são necessários para manter a motivação em alta.

Mas... sempre haverá um mas.

O “mas” que desenvolve

É bom elogiar e ser elogiado, mas os colaboradores também esperam ser inspirados e desafiados. Sempre vai ter um “mas”: “Os resultados foram ótimos, mas para o próximo mês temos que aperfeiçoar”, “Parabéns pela conquista, mas ano que vem vamos rever a meta”.

É como nos esportes. No salto em altura, por exemplo, cada salto perfeitamente realizado indica que o próximo deve ser ainda melhor. Nas corridas de velocidade, na natação, no salto em distância... cada marca atingida indica que, na próxima vez, a meta é ultrapassá-la.

Lembre-se: o “mas” desenvolve, abre caminhos e mostra que sempre é possível ir além.

Pense nisso!

* Fernando Mantovani é diretor-geral da Robert Half

More From the Blog...