7 técnicas para lidar com o trabalho sob pressão

Por Robert Half on 25 de maio de 2021
Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Certa vez, ouvi a seguinte frase: “as pessoas sabem lidar com o trabalho sob pressão, o que acontece é que elas preferem executar as tarefas em um ambiente mais confortável”. Realmente, em meus anos como líder, pude constatar isso ao presenciar muitos profissionais desenvolvendo a habilidade de manter o equilíbrio diante de situações de crise, apresentando excelentes resultados.

A busca das empresas — principalmente hoje e cada vez mais — é por profissionais equilibrados, resilientes, conciliadores e flexíveis, sem perder o foco nos resultados. Acredite, aqueles que conseguem mostrar força mental e qualidade das entregas sob pressão, seja individualmente ou em grupo, ganha pontos importantes entre pares, superiores e subordinados. Pensando nisso, vou ensinar a você as melhores técnicas para trabalhar sob pressão. Veja como:

  • técnicas pessoais que ajudarão você a trabalhar sob pressão;
  • consequências de não saber lidar com o trabalho sob pressão;
  • problemas que geram amadurecimento profissional e pessoal.

Técnicas pessoais que ajudarão você a trabalhar sob pressão

Se você faz parte do grupo que ainda acredita não conseguir trabalhar sob pressão, aqui vão quatro técnicas pessoais:

1. Não entre em pânico

Ter medo é saudável porque evita que você tome atitudes precipitadas, mas o pânico paralisa e isso não é bom. Entenda o momento de pressão como uma oportunidade de testar seus limites, conhecer seu potencial e aprimorar ou desenvolver competências e habilidades, e não como um acontecimento que veio para complicar o seu dia.

Você pode gostar de: Meditação e mindfulness: como tirar o máximo proveito dessas técnicas 

2. Divida a resolução em etapas

Ao fragmentar o problema, você verá que é possível enxergá-lo como algo menos assustador e mais possível de ser resolvido.

Envie sua vaga

3. Se possível, mapeie pessoas que possam ajudar você

Ao distribuir responsabilidades, você terá a sensação de que algo está realmente sendo feito e em ritmo mais acelerado do que se estivesse somente dependendo da sua ação. Contudo, tenha atenção na escolha, afinal, como diz Coach K, “dois só é melhor que um se dois conseguirem agir como um”.

4. Busque ações corretivas

Quando o problema estiver resolvido, busque entender se há necessidade de melhorias nos processos, para que a questão não volte a se repetir. Se possível, busque conversar com profissionais da área para trocar informações e experiências.

5. Organize sua rotina

Uma das formas de lidar com a pressão no ambiente de trabalho é se manter sempre organizado, pois a organização vai ajudar você a não se desesperar quando for exigir algo. Ou quando os clientes entrarem em contato solicitando que você faça o atendimento das demandas deles mais rápido possível. 

6. Aprimore o foco

O foco possibilita que o profissional não procrastine ou se distraia. É comum que, em momentos que se tenha importantes atividades para fazer, aconteça pequenos intervalos de procrastinação, como um cafezinho, uma ida ao banheiro que termina naquele papo de corredor, um telefonema ou em uma olhada nas redes sociais, o que resulta no acúmulo de demandas.

No futuro, isso gera a temida pressão que buscamos evitar no nosso dia a dia de trabalho. Sendo assim, é extremamente importante que o profissional esteja sempre focado, para conseguir ser eficiente em fazer o que deve ser feito em um tempo hábil.

7. Cuide da linguagem corporal

Você até pode estar tenso por estar pressionado, mas cuidado para não transparecer. Procure manter os braços e as pernas relaxadas, desenvolva técnicas para controlar a síndrome das pernas inquietas e possíveis tremores.​

CHEGOU A HORA DE SER FELIZ NO TRABALHO​ ​

Na Robert Half entendemos que uma equipe motivada e empenhada é uma equipe feliz e produtiva. Profissionais que trabalham felizes se sentem valorizados e fazem contribuições reais.​ ​

Consequências de não saber lidar com o trabalho sob pressão

As principais consequências de não saber lidar com a pressão no trabalho são o estresse, os conflitos — com colegas, gestores, consigo mesmo e até com pessoas que você se relaciona fora do ambiente de trabalho — e a sobrecarga psicológica e até física gerada pelo burnout.

Além disso, quem não consegue segurar a barra e trabalhar sob pressão dificilmente subirá no plano de carreira e conquistará cargos maiores na organização. Afinal, quanto mais destaque a posição, maiores são os desafios.

Dito isso, veja a importância de aprender a lidar com a pressão no dia a dia:

  • trabalhar sob pressão possibilita que você se desenvolva profissionalmente, tanto as suas hard skills quanto as soft skills, pois, se aproveitar os momentos de autorreflexão, esse processo consegue gerar aprendizagem na prática;
  • você quebra a própria zona de conforto, conhece um pouco mais sobre você e seus limites, sabendo até onde pode chegar e quais cuidados deve tomar em situações semelhantes;
  • os momentos de pressão trazem ótimas oportunidades para mostrar suas habilidades e o seu valor para o atual empregador e para os próximos;

Leia também: Reskilling e upskilling

Problemas geram amadurecimento profissional e pessoal

rotina de toda organização é formada por um conjunto de questões a serem resolvidas, variando entre as mais simples e as mais complexas. Que bom que elas existem, pois são a garantia do meu emprego e do seu! Duas coisas fundamentais para pessoas que buscam seguir carreira em profissões com trabalho sob pressão: seja organizado e mantenha a calma. Isso é sinônimo de tranquilidade, ou seja, não se desesperar diante de dificuldades.

Quais as técnicas que você tem usado para trabalhar com tranquilidade? Conte para mim nos comentários.

*Fernando Mantovani é diretor-geral da Robert Half

More From the Blog...