5 formas de lidar com péssimos chefes

Quem já trabalhou com um mau chefe, levante a mão! Pelo menos uma vez você já passou (ou está passando) por isso. Mas longe de chegar a extremos como no filme Horrible Bosses (Quero matar o meu chefe – em português), precisamos aprender a lidar com a situação e, se possível, revertê-la a nosso favor. Abaixo você vai encontrar 5 típicos perfis e algumas dicas para te ajudar a lidar com péssimos chefes.

O inseguro
Esse tipo de chefe tem problemas em confiar no trabalho da equipe. Ele fica olhando por cima do ombro para se certificar de que você vai concluir um projeto exatamente como disse.

Dica: Não perca prazos, preste atenção aos detalhes e mantenha o seu chefe ciente de todos os passos que você tem tomado para garantir um trabalho de qualidade.

O mau comunicador
Esse fornece pouca ou nenhuma direção. Os projetos atribuídos a você muitas vezes têm que ser concluídos no último minuto ou refeitos, porque o seu chefe não sabe explicar claramente o que quer, quais são as metas e os prazos.

Dicas: Pergunte toda e qualquer informação que você acredite que ele não tenha que fornecer no início do projeto. Diplomaticamente, ressalte que esses detalhes são necessários para garantir que você atenda às suas expectativas. Peça esclarecimentos quando você estiver em dúvida e organize check-lists regulares.

O dono da verdade
O chefe que sabe tudo de todas as áreas. Ele quer fazer as coisas do seu modo e ponto final. Tendem a serem rudes com os outros e facilmente se frustram.

Dica: Defenda-se. Por exemplo, a próxima vez que seu gestor colocar para baixo suas ideias, calmamente explique seu ponto de vista. Provavelmente, esse tipo de gerente vai ceder quando chamado à voz da razão. Mas existem espécimes mais duronas, que não cedem por nada e ficam ainda mais ferozes quando contrariados. Nesses casos, respeite as leis de sobrevivência e tire seu time de campo (se for caso, leve-o para outra empresa).

O sabotador
Ele reconhece um trabalho bem feito e o atribui a si mesmo, não importa quem o tenha feito. Ele gosta de levar crédito pelas ideias dos funcionários, mas é o primeiro a colocar a culpa sobre os outros quando os projetos dão errado.

Dica: Embora seja verdade que parte de seu trabalho é fazer com que o seu chefe seja reconhecido, ele não deve ganhar todos os créditos às custas somente do seu trabalho. Certifique-se de suas contribuições sejam mais percebidas pelos outros, especialmente a gerência sênior.

O temperamental
Os humores desse gerente são imprevisíveis. Em um dia ele te ama, no outro, te trata com extrema frieza.

Dica: Tente não levar em conta a constante mudança de temperamento desse gestor. Mantenha-se calmo. Procure limitar a comunicação a assuntos urgentes.

Traduzido e adaptado do original 5 ways to deal with real-life horrible bosses.

Tags: Carreira

Compartilhar essa página