5 atitudes para dormir melhor – e manter a produtividade

Quem dorme mal, levanta cansado. Simples assim. E isso prejudica a produtividade no trabalho. Uma óbvia relação de causa e efeito, mas uma causa um tanto quanto difícil de ser combatida por boa parte dos executivos brasileiros. Um levantamento feito pela cínica especializada em check-ups de executivos Med-Rio diagnosticou que 25% dos profissionais sofrem de insônia ou outro distúrbio do sono.

Número que vem aumentando ao longo dos anos. “A obesidade, o sedentarismo, o estresse do dia a dia e a ingestão regular e exagerada de estimulantes como cafeína, álcool e açúcar são algumas das explicações para o aumento da incidência de distúrbios do sono nos executivos brasileiros”, afirma Gilberto Ururahy, diretor médico da Med-Rio.

Além disso, o uso de equipamentos eletrônicos como celulares e tablets momentos antes de dormir também pode prejudicar o descanso noturno. E, com o sono comprometido, prejudica-se a capacidade de concentração, de tomada de decisão e a memória. Sem contar o aumento do cansaço e da irritabilidade e as consequências negativas para a saúde: aumento de apetite, possibilidade de hipertensão e de uso maior de nicotina, álcool e drogas ilícitas.

Se você não quer se tornar um profissional cansado, sem disposição, menos criativo e menos produtivo, vale tomar alguns cuidados para garantir uma noite bem dormida. Confira as dicas do dr. Gilberto Ururahy.

  • Estabeleça uma hora ideal para deitar e tente respeitá-la em sua rotina diária
  • Evite refeições volumosas até três horas antes de dormir
  • Faça alguma atividade física regularmente. O ideal são, pelo menos, 30 minutos diários – mas se mexer duas ou três vezes por semana já fará diferença
  • Evite usar celulares e tablets na cama
  • Mantenha-se dentro do peso, porque a obesidade gera apneia do sono, caracterizada pela obstrução das vias respiratórias enquanto se dorme

Compartilhar essa página