10 primeiros anos de carreira: você é bem-sucedido?

Por Juliana Porto 

Você completou a primeira década de sua carreira, e agora? Talvez seja a hora de planejar os próximos passos dela. Você se sente bem-sucedido? Bem, é preciso ter em conta o quadro completo que te faça assim. Primeiro, é necessário entender que não se trata única e exclusivamente de salário. É preciso levar em conta também as experiências, conexões e habilidades que desenvolveu.

Não existe uma fórmula pronta para quem chega aos 10 anos de carreira. Há quem se sinta bem-sucedido no trabalho que já possui e encontre a felicidade ali. E se não for o seu caso? Tudo bem. Tudo o que já fez para reforçar sua experiência atual fará de você um candidato muito atraente.

Então, seja qual for o caminho que tomar, é preciso sempre estar se preparando para o sucesso. Veja o que você pode tentar para melhorar sempre:

1. Documente suas vitórias

Escrever as conquistas de trabalho que você mais se orgulha compensa de muitas maneiras. Em momentos de dúvidas, elas servem como confirmação de suas habilidades - isso dá uma injeção imediata de confiança. Também são úteis quando se busca emprego: são uma ótima resposta para algumas dessas questões comportamentais que todos detestam responder como: "Fale sobre um projeto que você mais se orgulha".

Como você contribui individualmente ou como membro de uma equipe para trazer resultados positivos (e mensuráveis) para alcançá-los? Considere como você resolveu um problema, criou algo novo ou economizou recursos para sua empresa.Seja o mais detalhado possível ao documentar experiências.

Não se intimide! Use suas vitórias como um guia para continuar a se destacar no seu papel atual - ou conquistar o próximo.

2. Contribua para conquistas em equipe

É tão fácil ficar atolado no dia-a-dia e permanecer focado em suas próprias responsabilidades, deixando de se  envolver com os colegas de forma significativa. Porém, é importante reservar um tempo para colocar o trabalho em equipe em prática.

Torne-se a pessoa que seus colegas procuram em algo em que você desenvolveu experiência. Existe algo em que você é realmente bom e pode oferecer para ajudá-los? Melhor ainda se for um assunto que você realmente gosta!

Uma habilidade interessante a ser de desenvolvida é a chamada "escuta ativa", que consiste em desenvolver ferramentas para se tornar um ótimo ouvinte. Assim, você pode se tornar aquela pessoa em que os colegas consultarão para desenvolver uma ideia ou desistir de um projeto. Isso manterá seus dias frescos e você saberá que desempenhou um papel nas conquistas dos outros.

O envolvimento com a equipe ajuda você a se sentir mais conectado e inspirado pelo seu trabalho. Logo menos você poderá elencar em seu currículo exemplos com este tipo de desempenho.

3. Persiga um projeto pessoal

Existem oportunidades para você alinhar seus interesses pessoais com o crescimento profissional? Se não há oportunidade de aplicar o que mais lhe interessa em sua empresa atual, crie a sua! Canalize sua paixão por escrever em um blog pessoal ou explore seu interesse em webdesign construindo um site, por exemplo. Tudo vai depender de suas habilidades e pretensões.

Um projeto pessoal é uma maneira de baixo risco de se desafiar, desenvolver novas habilidades e explorar outras carreiras. No mínimo, seu projeto pessoal irá fornecer algo para se orgulhar quando seu trabalho regular não satisfaz essas necessidades. Além disso, também pode levar você a uma nova oportunidade que você nunca imaginou.

* Juliana Porto é jornalista desde 2005 e começou sua carreira escrevendo justamente sobre... carreiras! De lá para cá, já cobriu finanças pessoais, consumo e tecnologia em redações no Rio e São Paulo, mas sempre acaba voltando ao tema com que começou sua vida profissional.

Compartilhar essa página